História

O sítio “Cacimba de Dentro”, de propriedade de um cobrador de impostos chamado José Rocha, foi implantado no local onde hoje se encontra a cidade que lhe tomou o nome por volta de 1880, sendo o primeiro passo para a povoação do lugar. A origem do nome deve-se ao fato de existirem na propriedade primitiva duas cacimbas de água potável, a “velha” e a “nova”, sendo esta última mais para dentro da mata. Daí o nome com que foi batizada a propriedade e, posteriormente, o povoado.

Até 1923, a propriedade não era vista com bons olhos pelos moradores da região, pois o Sr. José Rocha mantinha sob suas ordens um grande número de homens fortemente armados e que impunham certo clima de pânico nas circunvizinhança. Tal situação foi se transformando aos poucos, com a chegada de novos moradores, no mesmo ano, procedentes de Araruna. E, dentre eles, o Sr. Pedro Targino da Costa Moreira, considerado o fundador do povoado, sendo responsável pela construção de um mercado público e por abrir uma casa de comércio, além de construir inúmeras casas de moradias, que vendia ou alugava às famílias que ali chegavam.

O povoado passou a ser parte do distrito de Araruna por volta de 1937, tendo conseguido sua emancipação política através da Lei 2138 de 8 de junho de 1959, de autoria do então deputado estadual José Targino Maranhão; sendo sua instalação oficial a 27 de Setembro do mesmo ano, desmembrando-se do município de Araruna e formado um distrito próprio.

A primeira capela do local foi construída em 1922, tendo passado por uma ampla reforma no ano de 1966, constituindo-se a atual igreja matriz da cidade.

Em 5 de Abril de 1990, foi promulgada a Lei orgânica do município. Atualmente, a cidade possui cerca de 14 mil eleitores (eleições 2016), é sede de uma comarca e é uma das que mais crescem na região.